Top

Irlanda do Norte

A ação afirmativa na Irlanda do Norte singulariza-se por contemplar católicos e protestantes, historicamente segregados no mercado de trabalho. Adotado em 1989 com a promulgação do Fair Employment Act, posteriormente modificado pela Fair Employment and Treatment Order, de 1998, o programa tem como objetivo assegurar a igual participação desses dois grupos no mercado de trabalho e reduzir as taxas de desemprego dos católicos, duas a três vezes superior à dos protestantes. A legislação determinou que os empregadores devem verificar regularmente se o seu quadro de funcionários é representativo das duas comunidades e, caso não seja, tomar providências para modificá-lo. A Equality Commission for Northern Ireland é órgão do governo incumbido de assegurar que essas medidas estejam sendo cumpridas através de acordos que incluem o estabelecimento de metas numéricas sujeitas a prazos, bem como treinamentos dos empregadores e funcionários em igualdade de oportunidades e divulgação dos processos seletivos da empresa que encorajem a candidatura de membros do grupo sub-representado. A Comissão procura estimular a adesão voluntária ao programa, mas o descumprimento do acordo pode acarretar sanções legais.